Arte e música podem ajudar a combater a depressão e ajudar as pessoas a se sentirem mais saudáveis


Se você pinta, toca um instrumento musical ou simplesmente ouve música constantemente, é provável que você se sinta mais saudável e menos depressivo do que pessoas que não o fazem. É o que diz um estudo, feito com aproximadamente 50 mil indivíduos de níveis sócio-econômicos diversos, e conduzido pela Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, coletou questionários, exames clínicos e perfis de saúde detalhados dos participantes.

“Há uma relação positiva, a que parece, entre participação em eventos culturais ou artísticos e saúde percebida, tanto para homens como para mulheres”, diz Jostein Holmen, um dos pesquisadores envolvidos no estudo amplo. “Para os homens há também uma contribuição bastante positiva na luta contra a depressão, pois os dados mostraram que há menos sentimentos depressivos naqueles que participavam de atividades culturais, o que não se mostrou verdadeiro para as mulheres participantes.”

Holmen também aponta que os benefícios encontrados para o controle da depressão não se mostraram verdadeiros quando a pessoa sofria de ansiedade.

Mas o dado mais importante, dizem os pesquisadores, é o fato de que a descoberta dessa ligação entre participação cultural e saúde foi observado em todos os níveis sócio-econômicos: independente da classe social, ter contato com as artes, teatro ou música – como participante ou como espectador – trouxe benefício para a percepção pessoal de saúde e bem estar.

Os pesquisadores, entretanto, são cautelosos em afirmar que a associação entre saúde e atividades culturais quer dizer, de forma direta, que cultura faz as pessoas mais saudáveis. Entretanto, a pesquisa pode levar a novas formas de pensar a saúde, especialmente na prevenção de transtornos mentais.

Fonte: Plantão Médico UOL Jan/2010
Da Redação com informações da The Norwegian University of Science and Technology (NTNU)

Nenhum comentário: