Ciúmes entre Irmãos


Por Vivyanne Farias

Sentir ciúmes dos irmãos é tão comum quanto ter irmãos. Ocorre desde que o mundo é mundo. É parte integrante da vida familiar. Porém, poucos compreendem seus motivos e nossa cultura tem dificuldade em aceitar sentimentos negativos, pregando que são errados.
Aprender a lidar com o ciúme promove melhores experiências de convívio com outras pessoas e, portanto, relações sociais saudáveis no futuro.

O que é? - O ciúme aparece quando nos sentimos ameaçados ou em desvantagem por alguém considerado rival, não importando se a desvantagem é real ou imaginária. Quando nos sentimos ameaçados, entendemos a desvantagem como real.

Algumas crianças regridem em seu desenvolvimento no nascimento de um irmão voltando a fazer xixi na cama ou usar chupetas, por não saber lidar com os sentimentos. Para elas, é confusa a contradição entre amar e odiar outra pessoa.  

Constatamos que quanto mais próxima a idade de um novo irmão, maior a intensidade do ciúme  e que irmãos do mesmo sexo tendem a ter mais dificuldades neste aspecto.

Expressões de Ciúmes - Comumente, as famílias dedicam mais atenção às expressões explícitas de ciúmes como birra e rebeldia. Por outro lado, as expressões passivas como apatia, preguiça, redução do entusiasmo e desvalorização pessoal também merecem cuidado.

Alternar o cuidado entre cuidadores – Os pais nem sempre percebem, mas algumas famílias tendem a delimitar o cuidado deixando um cuidador responsável por uma criança exclusivamente. Esta conduta fortalece o sentimento de rivalidade entre os filhos. Por isso, oferecer a chance de momentos exclusivos com a criança por cuidadores diferentes fragiliza a crença de que há preferências. Ou seja, é importante que o pai e a mãe vivenciem momentos de exclusividade com todos os filhos. 

Evitar comparações – Comparar os filhos demonstra as preferências e aumenta a disputa. Neste aspecto, é fundamental que os pais avaliem suas próprias crenças e mensurem os motivos das comparações e preferencias pessoais.

Fortalecer a admiração mútua – Deve-se favorecer a cumplicidade, a amizade e o respeito entre os filhos de diversas maneiras. Contar histórias de amizade de outras famílias, dos seus próprios irmãos e do quanto o irmão pode ser um parceiro no futuro ajudam a construir a admiração. Em vez de comparar, busque apontar as virtudes de ambos e o quanto cada um tem virtudes a oferecer.

Amizade entre irmãos é única - Ninguém melhor do que o irmão crescerá ao seu lado e conhecerá sua família como você. Portanto, torná-lo um amigo é garantir uma amizade como nenhuma outra.

Todas as crianças precisam se sentir amadas, compreendidas e importantes. A criança que se sente segura e convencida de seu valor se sente menos ameaçada.

Nenhum comentário: